Verão, momento de se aquecer para a ação

Seguindo a série de artigos sobre as estações do ano (em que já refletimos sobre o outono e sobre a primavera), aproveitamos mais uma vez para lembrar que observar a natureza pode nos ajudar a entrar em contato com a nossa essência natural e a atender aos convites que cada novo tempo nos traz. Com o outono, aprendemos a deixar ir, com a primavera, recebemos a beleza de novos ares... Agora estamos chegando à estação mais iluminada do ano: o verão!

O solstício de verão demarca a temporada em que os dias são mais longos que as noites e ficamos mais tempos expostos à luz do sol. É aquele tempo em que acabamos entrando em maior contato com o mundo, o próprio clima nos convida a passear para refrescar e para curtir o calor. O Astro Rei está mais próximo de nós e presente na maior parte do dia. Num país tropical como o Brasil, sentimos ainda mais essa influência do verão em nossa rotina: é o clima de férias que se instala por todos os lados!

A primavera preparou o terreno e o verão chega com toda sua luz para nos deixar mais vivos e cheios de energia. Na antiguidade, muitas culturas cultuavam o verão como o apogeu do fogo da vida, época que nos lembra abundância, produtividade, prazer, alegria, fecundidade.

No campo emocional, o verão assemelha-se aos tempos em que somos convidados a despertar o que andava adormecido, encontrando a energia extra dentro de nós para fazer brilhar nossos sonhos e projetos. Aproveitar a energia do sol interno para transformar, para lançar luz às questões que andavam obscuras, nutrir e despertar os brotos de nossos ideais.

É momento que nos convida a sair de nossas redomas e nos lançarmos à luz da ação, de trazer à claridade os nossos padrões, sentimentos e necessidades. Assim como as plantas ficam mais verdinhas e viçosas onde há sol, também dependemos dessa energia para gerar vida em nós, para regular nossos ciclos e podemos aproveitar essa mesma energia para despertar nossos potenciais. São os dias iluminados que nos fazem entrar em contato com nosso poder pessoal para transformar. Não é esse um dos papeis do fogo: transmutar? É com a energia do fogo que entramos em contato na estação do verão. E na estação da alma, entrar em contato com o fogo é poder transmutar, iluminar, acender nosso poder, aquecer para a ação.

Aproveite os dias mais brilhantes para fazer brilhar sua luz própria!


Publicado na Revista Personare

Por Juliana Garcia
Coach, psicóloga, psicodramatista, escritora, colaboradora da Revista Personare, coordena atividades voltadas para saúde e bem-estar no Espaço Revitalizar em Belo Horizonte-MG.
 

Um comentário:

Roseli disse...

Juliana que linda definição do verão!Realmente nos sentimos mais vivos,mais bonitos, mais cheios de energia nessa estação.
Bj

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...